A revanche entre Cyborg e Melvin Manhoef

Publicado em 07/04/2014
Imagem do Artigo A revanche entre Cyborg e Melvin Manhoef

Atletas, que realizaram umas das lutas mais empolgantes da história do MMA, no Cage Rage, em 2006, voltarão a se enfrentar no dia 27 de abril, pelo Gringo Super Fight 10, em Nova Iguaçu (RJ).
Lenda viva do MMA mundial, Evangelista Cyborg segue firme em sua preparação para a tão esperada revanche contra o holandês Melvin Manhoef, que será disputada no Gringo Super Fight 10, marcado para o próximo dia 27 de abril, em Nova Iguaçu (RJ). Aos 36 anos, o mato-grossense, que caminha para sua 36ª luta como profissional, pretende devolver a derrota sofrida para Manhoef em 2006. Na ocasião, eles proporcionaram um dos mais espetaculares combates da história da modalidade no extinto Cage Rage, renomado evento que era disputado no Reino Unido.
Temido por seus adversários, Cyborg, que foi uma figura folclórica do MMA internacional no fim dos anos 90 e início dos anos 2000, procura não olhar para trás e se enxerga com um jogo mais completo para a batalha que se aproxima.
“Evoluí muito desde nossa primeira luta em 2006. Além do Muay Thai e do Kickboxing, hoje sou um faixa preta de jiu-jitsu. Aperfeiçoei bastante meu jogo de chão e quedas, mas sem deixar a trocação de lado, que sempre foi o meu forte e da minha escola (Chute Boxe). Estou muito feliz de poder fazer essa revanche dentro do Brasil. Você podem esperar mais uma guerra”, comentou.
Muito focado para o duelo, o casca-grossa, que coleciona 19 resultados positivos na carreira, diz ter aberto mão de questões pessoais para preparar-se de melhor maneira possível. Desde dezembro, ele treina na Chute Boxe, academia que o projetou para o cenário mundial. 
“Desde o final do ano passado fui para a Chute Boxe, em Curitiba, para me preparar para esse combate. Tive que mudar minha rotina totalmente e ficar longe da minha família. Estou morando no interior de Minas (Uberlândia), onde tenho minha própria academia. Mas para essa luta, abri mão de muitas coisas, até da presença dos meus familiares, para poder fazer uma excelente preparação. Espero que o Melvin esteja treinando muito, porque estou extremamente motivado para enfrentá-lo”.
Dono de um estilo de jogo que costuma agradar aos amantes da modalidade, Evangelista Cyborg promete que o duelo não vai ser decidido nos pontos. Além de agradecer a Antônio Tolentino, o Gringo, pela oportunidade, o atleta lembrou que há anos vinha batalhando por esta oportunidade.
“Tenho muitas armas para utilizar e o fãs podem ter certeza que o combate não vai ser decidido pelos árbitros. Eu e o Melvin somos muito agressivos e lutamos para nocautear. Sonho com essa revanche desde 2006, que quase aconteceu no Strikeforce. Quando o Gringo (Presidente do GSF) me procurou e me perguntou sobre o meu interesse de lutar essa revanche, aceitei de cara. Esse combate irá determinar o rumo da minha caminhada. Uma boa apresentação e uma grande vitória com certeza poderão me abrir muitas portas”, concluiu.

Gringo Super Fight 10
Domingo, 27 de abril de 2014
Rio Sampa, Nova Iguaçu (RJ) -  18h (Ao vivo pelo Canal Combate)

Card oficial (sujeito a alterações)
Evangelista Cyborg x Melvin Manhoef - disputa do cinturão dos meio-médios (77kg)
Pedro Brum x Rodolfo Buda - disputa do cinturão dos médios (84kg)
Fabio Veridiano x Oton Jasse - até 70kg
Junior Luiz x Alex Oliveira - até 66kg
Tony Fox x Paulo "Gato Preto" - até 66kg
Hadock x Vinicius Nugget - até 77kg
Douglas Saraiva x Raush Manfio - até 66kg
Rafael Justino x Anderson Fumaça - até 70kg
Rafael Leitão x Thiago Babuíno - até 70kg
Mauro Pedra x Murio Chuck - até 61kg
Paulo Baack x Aline Serio - até 57kg
Daniel Wyllicat x Diego Golden Boy - até 61kg
Valmir Junior x Rafael Nem - até 57kg 

Fonte: Midiática Press / Foto: Divulgação

  • TV Pegada
  • Polvo Team Fight Club
  • World Tatami
  • Pro Fight MMA Brasil 41