Cléber Souza conquista o cinturão dos médios do SFT

Publicado em 01/10/2018
Imagem do Artigo Cléber Souza conquista o cinturão dos médios do SFT

A quinta edição do Standout Fighting Tournament (SFT) foi repleto de nocautes e finalizações que levou ao delírio o público que lotou, neste sábado (29), as dependências do Clube Hebraica, em São Paulo (SP). A etapa sagrou Cléber Souza como o novo campeão peso-médio (até 84kg) da organização. 
“Quero parabenizar a todos os lutadores que nos abrilhantaram com grandes duelos neste dia. Estou muito satisfeito e tenho certeza que todos os fãs de MMA espalhados pelo país também estão. O Standout Fighting voltou para ficar. Nossa estrutura não deve a nenhuma outra do planeta”, disse David Hudson, presidente do SFT.
No duelo mais aguardado pelos torcedores, Cléber Souza e Quemuel Ottoni partiram para cima logo no início e mostraram o porquê de serem apontados como dois dos principais nomes em atividade no Brasil e estarem escalados para disputar o título dos médios. Muito técnicos, ambos demonstraram bastante respeito, aguardando apenas um erro para tentar capitalizar em cima.
Perto do fim do primeiro round, Quemuel tentou uma queda entrando nas pernas de Cléber. Porém, deixou o pescoço exposto. Cléber Souza não perdeu a oportunidade e encaixou uma guilhotina. Ottoni ainda tentou resistir, mas acabou apagando. Com o triunfo, o experiente Cléber Souza faturou o cinturão dos médios, se tornando o primeiro campeão até 84kg da história do SFT.
“Só tenho a agradecer a Deus, minha equipe, meus treinadores e companheiros. Sou um faixa-preta de jiu-jitsu, mas tinha tempo que não finalizava e a galera estava me cobrando (risos). Tenho muito respeito pelo Quemuel, é um grande amigo. Agora, além do cinturão dos médios, quero o dos meio-médios, que é a minha categoria original”, comemorou Cléber Souza.

Em duelo bastante equilibrado, Júnior Maranhão bate Sandro “China” por decisão dividida
A segunda luta mais importante da noite foi a mais equilibrada do SFT 5. Com rounds muito parelhos, Júnior Maranhão e Sandro “China” deram trabalho aos árbitros laterais para pontuarem o vencedor do embate. Com uma leve superioridade nos dois primeiros assaltos, Maranhão foi declarado vitorioso por decisão dividida.
“A luta realmente foi muito equilibrada, mas creio que os juízes acertaram no resultado. Isso é fruto do trabalho feito dentro da minha equipe. E vocês podem ter certeza que esse é só o começo, vou dar muito show aqui ainda”, afirmou Júnior.

João “Samurai” aplica nocaute espetacular sobre Marcelo “Alemão”
João “Samurai” e Marcelo “Alemão” protagonizaram um dos melhores confrontos da noite. O duelo vinha bastante equilibrado, até que faltando menos de 10 segundos para o término do primeiro round, Samurai, à lá Mirko Cro Cop, encaixou um lindo chute na cabeça e nocauteou Alemão.
“Eu estava preparado para tudo, treinei muito forte. Esse foi meu décimo nocaute na carreira. Ele é um cara muito duro, mas sabia que se eu tive a chance, não desperdiçaria e conseguiria botar ele para dormir”, disse Samurai.

Edson “Cabelo” não dá chances para Moacir Rocha e vence no primeiro round
Em uma apresentação para lá de impressionante, Edson “Cabelo” atropelou Moacir Rocha. Ele precisou de apenas um minuto e 18 segundos para aplicar um belíssimo nocaute em seu oponente. Imprimindo um jogo muito justo e usando de toda sua explosão, Cabelo levou o combate para o solo rapidamente e desferiu potentes golpes no ground and pound, obrigando o árbitro central a interromper o duelo.
“Não tive um bom camp, mas lutar para mim é igual andar de bicicleta. Usei o meu instinto, parti para cima e sai na porrada. Sou um cara agressivo e sempre venho para nocautear. Agradeço muito pela oportunidade e já quero estar de volta na próxima edição”, pediu Edson.

CARD PROFISSIONAL

  • Cléber Souza venceu Quemuel Ottoni por finalização aos 4m19s do primeiro round
  • Júnior Maranhão venceu Sandro “China” por decisão dividida dos árbitros
  • Daniel “Ungido” venceu Fábio “Gasolina” por finalização aos 0m26s do primeiro round
  • João “Samurai” venceu Marcelo “Alemão” por nocaute aos 4m56s do primeiro round
  • Edson “Cabelo” venceu Moacir Rocha por nocaute técnico aos 1m18s do primeiro round
  • Alexandre Silva venceu Marco Túlio “Robocop” por nocaute aos 3m52s do segundo round
  • Vanessa Melo venceu Núbia “Bom Bom” por decisão unânime dos árbitros
  • Assis Sousa venceu Emerson Santos por nocaute técnico aos 4m21s do primeiro round 
  • Douglas “Papi” venceu Mohamed Nazih por nocaute técnico aos 3m57s do segundo round
  • André “Deh Loko” venceu Andrine Dalla por finalização aos 4m00s do segundo round 

CARD AMADOR

  • Élio Nunes venceu Gustavo Américo por decisão unânime dos árbitros 
  • Alexandre Fernandes venceu Guilherme Salgado por nocaute aos 0m49s do segundo round
  • Gustavo Tadeu venceu Ícaro Inácio por nocaute aos 1m00s do primeiro round Adriano Brandão venceu Heverson Silva por decisão unânime dos árbitros

Foto: Eduardo Rocha

  • World Tatami
  • TV Pegada
  • Polvo Team Fight Club
  • Pro Fight MMA Brasil 41