Shooto Bope agita Rio de Janeiro com defesa de título de ex-UFC

Publicado em 23/08/2018
Imagem do Artigo Shooto Bope agita Rio de Janeiro com defesa de título de ex-UFC

Edição comemorativa acontece nesta sexta-feira, dia 24, com Ronys Torres defendendo título dos ultra-leves diante de Marcio Bruno no main event; Lara Procópio não bate peso e duelo com Sidy Rocha só vale o cinturão feminino dos moscas para a adversária.

Pela oitava vez na sua história, o Shooto Brasil vai homenagear o Bope (Batalhão de Operações Especiais do Rio de Janeiro) com um card emocionante. No duelo principal da noite, o ex-UFC Ronys Torres defende pela primeira vez o título dos ultra-leves (até 72,6kg) diante Marcio Bruno. No co-main event, Lara Procópio, campeã do galos (até 61,2kg), iria em busca de fazer história diante da veterana Sidy Rocha ao ser a primeira mulher a conquistar dois títulos do evento, mas ela não atingiu o peso limite da divisão dos moscas (até 57,1kg) e o cinturão só vale em caso de vitória de Sidy. O evento ainda está recheado de atrações. As presenças de dois policiais do Bope no card, Rafael Bernardo e Willian Ferreira, do policial federal Haroldo Bunn e do professor de jiu-jitsu da corporação, o experiente lutador Andrius Tigrão, aquecem as lutas principais.
O Shooto Brasil 87 conta com um total de 11 lutas e tem início a partir das 20h, com transmissão ao vivo no Canal Combate e no Sportv 2 a partir das 21h. Na manhã desta quinta-feira, dia 23, foi realizada a pesagem oficial. Os protagonistas da noite não tiveram problemas com a balança. Ronys Torres e Marcio Bruno anotaram 72,5kg e 72,3kg, respectivamente, dentro do limite da divisão dos ultra-leves. No duelo entre Lara Procópio e Sidy Rocha, a mineira da Nova União ficou 1,4kg acima do limite da divisão peso-mosca, enquanto Sidy marcou 56,7kg, dentro do limite. Com isso o embate só vale o cinturão em caso de vitória de Sidy. No geral o clima foi de absoluto respeito entre os atletas.

Ronys defende título; Lara Procópio não bate peso e duelo só vale título dos mosca para Sidy Rocha
Estar no main event do Shooto Brasil não é nenhuma novidade para Ronys Torres. Aos 32 anos, amazonense atua profissionalmente desde 2006 e tem um currículo expressivo. São 36 vitórias e apenas seis derrotas na carreira, duas delas na passagem apagada pelo UFC em 2010. Presente nas quatro primeiras edições do Shooto, ele já fez 11 lutas no evento, inclusive encabeçando outros cards, e tem 100% de aproveitamento. Seu adversário é o sul mato-grossense Marcio Bruno. Aos 31 anos ele é natural da capital Campo Grande, e soma um cartel de  10 vitórias, cinco derrotas e faz sua estreia no Shooto Brasil.
O co-main event do Shooto Bope de 2018 poderia marcar o nome de uma lutadora na história da organização. A mineira Lara Procópio, de apenas 22 anos e campeã dos galos, buscaria fazer história ao ser a única mulher a conquistar dois títulos de categorias distintas no Shooto. Ela encara Sidy Rocha, pelo título dos moscas, mas ao não conseguir atingir o peso de 56,7kg o combate só vale o cinturão para Sidy. Mesmo assim, Lara busca manter a invencibilidade na carreira de cinco vitórias em cinco lutas disputadas. Sidy vai fazer sua estreia no Shooto Brasil, mas chega credenciada por um cartel de nove vitórias e quatro derrotas. A curiosidade fica por conta da idade da sul mato-grossense: 40 anos.
Os demais destaques do Shooto Brasil 87, em homenagem ao Bope, fica por conta justamente dos membros da Polícia Militar e Federal presentes no card. Rafael Bernardo e Willian Ferreira, soldados do Bope, encaram Rafael Trindade e Wandenberg Nascimento, respectivamente. O card conta ainda com o experiente Andrius Tigrão, faixa-preta de jiu-jitsu e professor do batalhão, e o agente federal Haroldo Bunn, nome carimbado das edições em homenagem ao Bope.

Shooto Brasil 87: Bope
Data: Sexta-feira, 24 de agosto de 2018
Horário: 20h (Combate.com) e 21h ao vivo no Canal Combate e Sportv 2
Local: Upper Arena
Endereço: Rua Bibiano Pereira da Rocha n° 2-A - Flamengo, Rio de Janeiro

Card principal

  • Até 72,6kg: Marcio Bruno (72,5kg) (WGT/Boxe Thai/Gracie Barra) x Ronys Torres (72,3kg) (Nova União) - CINTURÃO
  • Até 56,7kg: Sidy Rocha (56,7kg) (Rocha Top Team) x Lara Procópio (58,1kg) (Nova União) - CINTURÃO
  • Até 78kg: Johil de Oliveira (74,1kg) (Johil Team) x Haroldo Bunn (78,3kg) (Nova União)
  • Até 74,8kg: Ugo Barbosa (75kg) (RMT Aicon) x Andrius Tigrão (74,1kg) (Nova União)
  • Até 70,3kg: Milson Barão (70,2kg) (Renovação Coari Team) x Junior Negão (70,6kg) (Nova União)
  • Até 70,3kg: Ricardo de Souza (70,1kg) (Careca MMA Team) x Guilherme Doin (70,8kg) (Nova União)
  • Até 68kg: Rafael Cacique (68,4kg) (ATS Tubarões) x Rafael Bernardo** (68,7kg) (CTLA Nova União)
  • Até 63,5kg: Patrizio de Souza (63,9kg) (Full House) x Adilson Pica Pau (63,8kg) (Nova União)
  • Até 63,5kg: Wandenberg Nascimento (65,7kg) (BPT) x Willian Ferreira (65,3kg) (Nova União Bope)

Card preliminar

  • Até 66,2kg: João Gilberto (65,8kg) (PRVT) x Keweny Lopes (66,2kg) (Nova União)
  • Até 57,1kg: Mairon Santos (57,1kg) (PRVT) x Leandro Zé Pequeno (57,1kg) (Nova União)

Foto: Léo C. Farias/Léo Farias Photos

  • Pro Fight MMA Brasil 41
  • Polvo Team Fight Club
  • World Tatami
  • TV Pegada