NP Fight Gold 2 brilhou como nunca

Publicado em 09/07/2018
Imagem do Artigo NP Fight Gold 2 brilhou como nunca

A segunda edição do evento mostrou porque é a noite dourada do MMA do Centro-Oeste

A primeira edição do NP FIGHT GOLD, aconteceu em novembro de 2016, e a opinião entre os fãs das artes marciais mistas de Goiás, é a mesma: valeu a penas esperar pelo remake da edição Gold da organização.
A segunda noite dourada do MMA em Goiânia, aconteceu neste último sábado (07/07) com 11 lutas, e a emoção de quatro cinturões em jogo na noite.
Foi uma guerra pelos cinturões.

DEFESA DE TÍTULO EM LUTA PRINCIPAL
Leonardo Ivo (Team Nogeira Recreio) e Gilcimar “Tigre” (Tigre Champion), protagonizaram a luta principal da noite do NP GOLD 2 , onde Léo Ivo, atleta goiano, que atualmente treina no Rio de Janeiro, defendeu brilhantemente seu título contra o rioverdense  “Tigre”(Tigre Champion).
A super luta foi uma verdadeira guerra, temperado com socos, tentativa de finalizações e passagens de guarda para ambos os lados, que só acabou já no terceiro assalto, quando depois de tentar várias vezes finalizar o duríssimo atleta “Tigre”, Leo conseguiu conectar um perfeito “mata-leão” que deu um ponto final à luta aos 2’15’’ do terceiro round.

DEFESA NA CATEGORIA 66 KG
Carrasco Lima (Junão Gold Team) entrou no cage para defender pela primeira vez seu título da divisão dos penas do NP FIGHT, contra o paraense Sivaldo “Formigão” (Dyogo Telles MMA).
Com aquele jeito “carrasco de lutar”, o campeão manteve seu título e o cinturão ficou em Goiás, com nocaute técnico aos 2’24’’ do primeiro round.

DISPUTA NA CATEGORIA 61 KG
Carrasco Lima (Junão Gold Team) entrou no cage para defender pela primeira vez seu título da divisão dos penas do NP FIGHT, contra o paraense Sivaldo “Formigão” (Dyogo Telles MMA).
Com aquele jeito “carrasco de lutar”, o campeão manteve seu título e o cinturão ficou em Goiás, com nocaute técnico aos 2’24’’ do primeiro round.

DISPUTA NA CATEGORIA 61 KG
O cinturão da divisão dos galos da organização, que já pertenceu a Carlos “Crocodilo” que abandonou o título, foi disputado entre o Raniere Silva (Team Raniere Silva) e o mineiro Weder “Jon Jones” (CTC-Uberlândia).
Depois de três super rounds, a decisão foi para as mãos dos juízes, que deram vitória para o goiano Raniere Silva.

CINTURÃO INÉDITO DE MUAY THAI MASCULINO
Cinco rounds do mais puro e técnico muay thai. Foi o espetáculo de luta que os atletas Jefferson “Monge” (Monge Fight) e Bruno Berce (Black Tiger Muay Thai) mostraram na noite. Ao final, os juízes da CAMTEGO (Conselho de Arbitragem de Muay Thai do Estado de Goiás) que foram os responsáveis por arbitrar esse combate, deram vitória para o lutador “Monge”.

BRAZILIAN FIGHT TALENTS
Preliminarmente ao evento principal, aconteceu o campeonato da liga amadora da organização.
O Brazilian Fight Talents, trouxe atletas que deram o pontapé inicial dentro das artes marciais mistas.
Foram 11 lutas arbitradas dentro das regras estabelecidas para tal categoria, o tempo reduzido de luta e proteção física adequada aos atletas iniciantes, por exemplo.
Na luta principal do BFT 2, luta feminina na categoria 55 kg, entre Andressa Alves (Raniere Silva Team) e Márcia “Pit Bull” (Team Sentoki). Andressa venceu a luta aos 2’48’’ do primeiro round com um nocaute técnico (socos).

NP FIGHT 9 - GOLD 2
07 de julho 2018, Goiânia-Goiás

CARD PRINCIPAL

  • Leonardo Ivo venceu Gilcimar “Tigre” por finalização (mata leão), aos 2’15’’ do 3º round;
  • Elismar “Carrasco” venceu Sivaldo “Formigão” por nocaute técnico (socos), aos 2’24’’ do 1º round;
  • Raniere Silva venceu Weder “Jon Jones” por decisão unânime dos juízes;
  • Jefferson “Monge” venceu Bruno Berce por decisão unânime dos juízes;
  • Hélio “Pezin” venceu Adriano “Thor” por decisão unânime dos juízes;

CARD PRELIMINAR

  • Evaldo “Machida” venceu Clebson Gonçalves por decisão unânime dos juízes;
  • Cristian “Maranhão” venceu Alessandro Felipe por nocaute técnico, ao 1’51’’do round;
  • João Victor Gb venceu Marquinho “Bomba” por nocaute técnico, aos 2’38 do 1º round;
  • Márcio “Samurai” venceu Vitor “Borrachinha” por finalização (americana), aos 3’54’ do 1º round;
  • Rogério “Geléia ” venceu Maykon “Murdog” por finalização (armlock) , aos 0’53’’do 1º round;
  • Denilson “Carrasquinho” venceu Jackson Lobo por nocaute técnico, aos 4’33’’do 1º round.

Foto: Matheus Medeiros

  • World Tatami
  • Polvo Team Fight Club
  • AESIR