Alison Vicente e Sandro Vieira colocam experiência em jogo no Nação Cyborg

Publicado em 13/03/2018
Imagem do Artigo Alison Vicente e Sandro Vieira colocam experiência em jogo no Nação Cyborg

Quando o atleta passa dos 30 anos, muitos torcem o nariz para que continue lutando e colocam a prova sua resistência física e poder de nocaute. Mas no combate principal do evento Nação Cyborg, a idade não será problema para os experientes Alison Vicente e Sandro Vieira. Será o encontro de dois gladiadores em um peso que chama muita atenção do público: O da categoria dos pesados. E ambos estão otimistas para o show.
Alison Vicente, aos 31 anos, natural de Curitiba, possui 20 vitórias na carreira, sendo 11 por nocaute. O atleta da Chute Boxe vem embalado com duas vitórias consecutivas e pela experiência de ter lutado no evento japonês Rizin FF.
Sandro Vieira é natural de São José dos Campos, em São Paulo, tem 35 anos e possui 15 vitórias em seu cartel, sendo 13 por nocaute. Representa a T-Rex Fight Team.Alison Vicente fala sobre sua preparação para este combate de MMA, revela não ter o hábito de estudar o oponente e garante trocação pra cima de Sandro Vieira:
"Estou fazendo uma preparação para fazer jus à grandiosidade da homenagem para nossa campeã. Treinando com os melhores, Muay Thai com Luís sorriso, Jiu Jitsu com o Mestre que me formou faixa preta Roberto Castro E MMA com Ângelo Tilapa. Faço minha preparação física com Rossi na Jato Club. Então com certeza o resultado não será diferente da minha última apresentação. Hoje consigo não pensar ou querer assistir lutas de adversários. Penso em cobrir lacunas no meu próprio jogo. Evoluir a cada dia. Então deixar de lado 90% do que se tem em torno da luta e focar 100% em me ter a porrada, que é essencial. Minha estratégia hoje é superar meu adversário na praia dele".

Sandro Vieira conta que está treinando de tudo e que a intenção é nocautear seu adversário:
"Estou me preparando muito bem, fazendo o trabalho no CT T-Rex com galera dura, todos no intuito de ajudar, muito Muay Thai, Boxe e Jiu Jitsu, preparação física, tudo isso para chegar forte na luta. Procuramos estudar um pouco sobre o Alison, um atleta forte, com jogo de chão bom, mais estamos trabalhando muito em cima disso, espero anular bem seu jogo e impor o meu, buscando sempre o nocaute".

Tanto Vicente quanto Vieira estão muito animados e honrados em fazer a luta principal do evento que homenageia a campeã do UFC Cris Cyborg:
"Com certeza é muito gratificante fazer parte dessa homenagem para a maior lutadora de todos os tempos. Estou me sentindo muito honrado em fazer a luta principal. Venha para Curitiba ciente que será uma guerra. A galera aqui gosta muito de deixar suor e sangue para provar que aqui é a terra da porrada.", conclui Vicente.
"A importância é grande, um ótimo evento, card sensacional, e homenageando nossa grande campeã, quando recebi a chamada para lutar e ainda fazer a luta principal me senti muito feliz pela oportunidade, vou para dar um show ao público e a organização do Nação Cyborg, sou um strike, nocauteador e vou buscar isso. A única coisa a dizer é que ele esteja bem preparado e focado, porque vou com tudo", finaliza Vieira.

O evento Nação Cyborg acontece no dia 7 de abril e terá início ás 17 horas no Ginásio Rio Verde em Colombo, região metropolitana de Curitiba.

  • AESIR
  • Polvo Team Fight Club
  • World Tatami