Melissa Gatto e Kethylen Rothenburg se enfrentam no Nação Cyborg

Publicado em 09/03/2018
Imagem do Artigo Melissa Gatto e Kethylen Rothenburg se enfrentam no Nação Cyborg

Faltando menos de um mês para o Nação Cyborg, evento de lutas que acontece no dia 7 de abril na cidade de Colombo, região metropolitana de Curitiba, é claro que o MMA feminino não poderia ficar de fora justamente da organização que homenageia a campeã peso pena do UFC e uma das melhores lutadoras da história: Cris Cyborg, que vai estar presente no evento.
Pela categoria peso galo (até 61 Kg), categoria essa que no UFC tem Amanda Nunes como atual campeã, Melissa Gatto defende sua invencibilidade na carreira frente a Kethylen Rothenburg.
Natural da cidade de Campinas, mas residindo e treinando em Cascavel, no interior do estado do Paraná, Melissa tem 21 anos, três vitórias e um empate na carreira. Representa a equipe Team Bronx, que tem como líder o ex-TUF Brasil e UFC Vinicius Vina. A atleta que em 2017 esteve na lista de indicadas a Atleta Revelação Feminina no Prêmio Osvaldo Paquetá - o Oscar do MMA Nacional, esbanja otimismo e destaca preparação para este duelo:
"Estou me preparando muito para essa luta, treinando três a quatro vezes por dia para buscar o objetivo de sair com a vitória. Sei que minha adversária é muito dura e também está se preparando para isso. Será um grande espetáculo! Acredito que se conseguir sair vitoriosa desse duelo posso conseguir lutar em eventos ainda maiores e crescer cada vez mais no MMA".
Kethylen Rothenburg tem 21 anos e é natural da cidade de Curitiba. Representa as equipes Checkmatt, Boxe Training e tem como Head-Coach Alexandre "He Man", famoso por cuidar da parte de Wrestling do atleta do UFC John Lineker. Kethylen tem uma luta e uma vitória e espera garantir um início vitorioso em sua carreira:
"Minha preparação está sendo diferente, meu modo de treinar, estou me dedicando demais aos treinos. Observando o que mais se encaixa no meu perfil, no qual me motiva muito, pois a cada dia consigo suprir o que almejo. Com certeza será importante essa vitória para mim, um início de carreira que pretendo trilhar, com muito esforço e muita dedicação".
Tanto Gatto como Rothenburg estão animadas para estar em ação sob os olhares de Cris Cyborg: "É simplesmente incrível estar em um card como esse. Vou mostrar todo meu potencial pra sair com a vitória", garante Gatto. "Será uma ótima oportunidade de eu demonstrar meu desempenho e minha garra. Será marcante esse dia em minha vida", responde Rothenburg.

Jogo da adversária
A atleta da Team Bronx comenta a respeito de sua oponente e garante que vai buscar pelo término da luta antes do gongo final: "Sei que minha adversária é muito dura e que treina diversas modalidades. Mas acredito que estamos preparados para qualquer área. Vou buscar o nocaute ou a finalização a todo instante".
A curitibana exalta o Jiu Jitsu da adversária, e pretende surpreendê-la: "O que sei da minha adversária que ela é muito boa na parte de chão, no jiu. Minha estratégia é jogar no jogo dela".

  • Polvo Team Fight Club
  • World Tatami
  • AESIR