Do octógono para a arena

Publicado em 12/08/2017
Imagem do Artigo Do octógono para a arena

Minotauro, um dos maiores nomes da história do MMA, agora encara a adrenalina da Rédeas.

O verdadeiro desportista nunca se aposenta e busca formas de canalizar o desejo de competir para outra atividade. O ex-campeão de MMA Rodrigo Minotauro é um bom exemplo. Consagrado como peso-pesado e hoje embaixador do UFC no Brasil, ele agora encara novos desafios em uma das modalidades equestres mais exigentes do mundo: a Rédeas.
Acostumado a competir um contra um no octógono, Minotauro agora tem a companhia de um cavalo para “lutar” contra os melhores cavaleiros e amazonas do Brasil. Ele já participou do Campeonato Gaúcho de Rédeas duas vezes e em uma das disputas conquistou o quarto lugar. A prova de fogo do ex-lutador, no entanto, será neste mês de agosto, na arena do Parque Dr. Fernando Cruz Pimentel, em Avaré (SP), onde acontecem as disputas do maior e mais importante evento de Rédeas do país.
Organizado pela ANCR (Associação Nacional do Cavalo de Rédeas), o Campeonato Nacional, Potro do Futuro, Copa Inter Núcleos e 1º NHRA/ANCR Internacional Cup está marcado para o período de 14 a 20 de agosto e irá distribuir a maior premiação em dinheiro, além de reunir competidores de vários países convidados, como EUA, Áustria, Itália, Japão e Argentina.
Competitivo por natureza e apaixonado por cavalos desde criança, Minotauro vem há um ano treinando com o gaúcho Roberto Jou, treinador e multicampeão de Rédeas, para aperfeiçoar as manobras conhecidas como Círculos, Spins, Troca de Mão, Esbarro, Recuos, Rollbacks, Rundowns e Pausa. “Gosto muito de praticar os Rundowns, os Círculos e o Rollback”, destaca Minotauro.
Em provas de Rédeas, o cavaleiro cumpre um percurso pré-estabelecido e deve executar as manobras bastante técnicas com o cavalo, que deve ser voluntariamente guiado com pouca ou nenhuma resistência. Será exatamente isso que Minotauro terá que provar que assimilou nos treinamentos que realizou durante o último ano nas pistas do Rio Grande do Sul (PR) se quiser conquistar as cobiçadas fivelas de cinto, a premiação tradicional das competições de rédeas.

Por: Lucas Machado
Foto: Marquinhos Santos

  • TV Pegada
  • Anuncie
  • Arte, criação e comunicação