TUF Brasil 2 - “Marreta” e “Foguete” têm novas chances e avançam para quartas de final

Publicado em 06/05/2013
Imagem do Artigo TUF Brasil 2 - “Marreta” e “Foguete” têm novas chances e avançam para quartas de final
Fonte: Textual / Fotos: Divulgação

  • Após equilibrada batalha de repescagem, Thiago Marreta leva a melhor sobre o companheiro de equipe Pedro Iriê e garante vaga.
  • Marcado para fazer a luta extra, Daniel “Gelo” não consegue bater o peso e é desqualificado; adversário Cleiton Foguete ganha vaga automaticamente.
  • Quartas de final já estão fechadas: Time Nogueira leva cinco lutadores para a próxima fase, enquanto Time Werdum chega com três.

 

O oitavo episódio da segunda temporada do reality show The Ultimate Fighter Brasil trouxe mais dois classificados para as quartas de final da competição. Na luta de repescagem, Thiago Marreta superou o companheiro de equipe amarela Pedro Iriê em uma equilibrada e franca batalha, definida pelo técnico Fabricio Werdum como uma das melhores do programa. Cleiton Foguete garantiu sua vaga após a desqualificação do oponente Daniel Gelo, que não conseguiu bater o peso para a luta extra e teve que deixar a competição. Com os resultados mais recentes, o grupo de classificados para as quartas de final é fechado com cinco representantes do Time Nogueira (William “Patolino,” Léo Santos, Luiz “Besouro”, Santiago Ponzinibbio e Foguete) e três do Time Werdum (Tiago Alves, Viscardi Andrade e Marreta).

Treinos ao ar livre, um churrasco comandado pelo “argentino gente boa” Santiago Ponzinibbio e mais algumas pegadinhas também marcaram o episódio, que novamente contou com a presença do ex-campeão e membro do Hall da Fama do UFC Chuck Liddell. “Eu assisti às lutas dele na TV e agora ele está assistindo à minha luta”, comentou Marreta.

 

Repescagem reacende esperanças

Após sete lutas, a competição deixou duas vagas nas quartas de final: a primeira, prevista desde o início, iria para o vencedor de uma batalha de repescagem entre dois participantes previamente derrotados; a segunda, deixada após a saída de Yan Cabral por uma lesão, iria para o vencedor da batalha entre seu substituto (Gelo) e um oponente do time verde.  Deste modo, Juliano Ninja, Thiago Marreta, Pedro Iriê, Márcio Pedra, David Vieira, Cleiton Foguete e Thiago Jambo ainda tinham chances de retornar e lutar pelo título do Ultimate Fighter.

De acordo com o que já havia sido anunciado no último episódio, Foguete foi o escolhido para enfrentar Gelo. Já para a luta de repescagem, os selecionados foram dois membros do Time Werdum: Pedro Iriê e Thiago Marreta – ambos conhecidos pela preferência pela luta de pé. A escolha abalou David Vieira, que, dizendo-se preparado, estava claramente esperançoso.  “Mas a vida é assim, te dá umas pancadas quando você menos espera”, conformou-se.

 

Entediados, lutadores viram casa de cabeça para baixo

Buscando alternativas para quebrar o marasmo do confinamento, David decidiu aplicar mais uma das “pegadinhas” que vêm se tornando características na segunda temporada do programa. Com a ajuda de Patolino, aproveitou enquanto os colegas dormiam para virar os quadros na casa de cabeça para baixo, pendurar cadeiras no teto e, por fim, “batizar” as bebidas da casa com álcool. O paulista Tiago Alves foi a primeira cobaia, provando um dos sucos e constatando, “após umas três goladas”, que havia vodca.

As brincadeiras, contudo, não afetaram o clima de amizade. Em dia descontraído, Rodrigo Minotauro e sua equipe visitaram os participantes, promovendo treinos a céu aberto. Ainda com o pé machucado, Foguete não pode treinar ou sequer comer com os colegas, já que teria que se pesar em breve. O argentino Santiago foi o encarregado de preparar a comida, e o resultado arrancou elogios dos colegas. “Se você não for lutador, será meu cozinheiro”, brincou Minotauro.

Incapaz de bater o peso, Gelo é desqualificado e protagoniza momento emocionante

O peso é uma das grandes preocupações na vida de qualquer lutador. Na casa do The Ultimate Fighter Brasil não é diferente, e os participantes têm que estar sempre vigilantes para permanecer dentro dos limites da categoria. No último episódio, Daniel Gelo sentiu as graves consequências de falhar em obedecer a esses limites, sendo desqualificado da competição após não conseguir bater o peso para a batalha contra Cleiton Foguete.

Ao subir para a balança mais de um quilo acima dos 77,56 Kg permitidos entre os meio-médios, Gelo ouviu da Comissão Atlética que, devido a uma regra que proíbe que lutadores tentem perder mais de um quilo em uma hora, não poderia mais competir. Sua reação foi de claro desespero e, abalado, ouviu reprimendas pelo que alguns dos lutadores e até o técnico Fabricio Werdum consideraram falta de profissionalismo. Foguete, que apesar de machucado conseguiu bater o peso, conquistou a vaga de maneira automática.

Em batalha de trocação, Marreta leva a melhor

Como esperado, devido à preferência dos dois atletas pela luta de pé, a batalha não foi levada para o chão.  Superior na envergadura, Thiago mantinha Iriê à distância com chutes contra a coxa e cabeça, além de socos retos e ganchos. Mais baixo, Iriê optava pela movimentação constante, aplicando sequências curtas de mão. Embora tenha apresentado boa desenvoltura no round inicial, conseguindo equilibrar a desvantagem de tamanho, Iriê não conseguiu manter o mesmo nível no segundo, e, muito preocupado em trabalhar o contra-ataque, acabou tomando mais golpes do que desferindo. Vitória de Marreta na decisão unânime dos jurados.

"Na minha opinião, o Pedro ganhou o primeiro round e o Marreta o segundo. Não pode relaxar, não pode deixar na mão dos juízes", resumiu Chuck Liddell, que assistiu à batalha na academia.

No retorno ao vestiário, os oponentes se sentaram lado a lado enquanto recebiam atenção médica, demonstrando muito respeito mútuo. Iriê admitiu ter subestimado o adversário, mas, confiante, afirmou que voltará como campeão. O companheiro de equipe amarela Juliano Ninja não conseguiu esconder a emoção com a situação e chorou, comovido com o profissionalismo dos colegas.  Já Marreta elogiou a mão pesada do oponente, porém avisou: “tive um deslize, mas voltei mais forte. O leão está furioso, e vou subir no octógono cada vez melhor”.

  • TV Pegada
  • World Tatami
  • Pro Fight MMA Brasil 41
  • Polvo Team Fight Club