UFC Londres - Barão finaliza e mantém cinturão interino dos galos

Publicado em 17/02/2013
Imagem do Artigo UFC Londres - Barão finaliza e mantém cinturão interino dos galos
Por: Textual / Foto: Divulgação UFC

- Potiguar finaliza americano na luta principal do UFC Barão vs McDonald com um katagatame, mantendo título e levando bônus pela única finalização da noite

- Reneé Forte é outro brasileiro vitorioso, levando a melhor sobre Terry Etim com desempenho dominante em batalha de três rounds no card preliminar

- Na co-luta principal da noite, Cub Swanson leva a melhor sobre Dustin Poirier; Tom Watson leva prêmios de Luta e Nocaute da noite por batalha contra Nedkov

Em uma noite de lutas decididas pelos jurados presentes na Wembley Arena, em Londres, o campeão interino dos pesos galos Renan Barão acumulou mais um triunfo em sua impressionante sequência de 32 batalhas sem perder. Seguindo o exemplo de suas últimas apresentações, o potiguar optou por uma abordagem estratégica, finalizando o desafiante Michael McDonald com um katagatame no quarto round da luta principal do UFC Barão vs McDonald, realizado neste sábado, 16. O golpe levou o prêmio de Finalização da Noite (foi a única). O ex-TUF Brasil Reneé Forte também alegrou a torcida brasileira, com uma vitória dominante sobre Terry Etim por decisão unânime dos jurados.

Jorge Santiago foi o único brasileiro que não levou a vitória neste sábado, sendo superado pelo islandês Gunnar Nelson por decisão unânime. As decisões foram predominantes na noite: nove no card de 12 lutas. Na co-luta principal da noite, Cub Swanson solidificou sua posição no topo dos pesos penas ao vencer o também Top 10 da categoria Dustin Poirier. A luta de Tom Watson e Stanislav Nedkov levou os prêmios de Luta e Nocaute da Noite (Watson). Matt Riddle, James Te-Huna e Jimi Manuwa foram os outros vencedores do card principal – o último vencendo após a desistência de Cyrille Diabate que, com uma lesão, foi incapaz de retornar para o segundo round.

Ainda campeão, Barão finaliza e leva bônus

Tranquilo e focado, Renan Barão mostrou novamente se tratar de um lutador estratégico. Na luta principal deste sábado, o potiguar evitou a armadilha da mão pesada do desafiante Michael McDonald durante quatro rounds, controlando a distância e utilizando-se de quedas e sequências curtas para manter o domínio durante toda a batalha de pesos galos. A paciência compensou, e no quarto round o brasileiro conseguiu encaixar um justo katagatame que forçou o adversário a desistir, rendendo a Barão a vitória e um bônus de Finalização da Noite.

"Eu sabia que ele tinha uma direita perigosa, então me preparei para isso. Mas senti que a direita ia ficando mais cansada, então fiz minha estratégia toda em cima disso", comentou Barão. "Quando consegui encaixar (o katagatame), até estranhei que ele não tava batendo... Ouvia o Dedé (Pederneiras) gritando para eu apertar mais. Até que ouvi ele roncar um pouco, senti que estava pegando, continuei pressionando e ele bateu."

Barão abriu o primeiro round arriscando um chute rodado, que não chegou a acertar o alvo. Em seguida, contudo, Renan conseguiu botar Michael pra baixo pela primeira vez. O americano em seguida travou o braço do brasileiro, e o embate retornou de pé – onde McDonald claramente preferia mantê-lo. McDonald, agressivo, viveu seu melhor momento ao balançar Barão com um soco, mas logo o brasileiro se recuperou, travando o americano contra a grade, conseguindo mais uma queda e terminando o assalto por cima.

Os lutadores retornaram para o segundo round com maior cautela. Novamente, Renan conseguiu colocar Michael para baixo, mas o americano não demorou para retomar a batalha de pé. McDonald claramente apostava em suas mãos e evitava deixar Renan se aproximar. O potiguar conseguiu aplicar melhor seu jogo no round subsequente, balançando o rival com as mãos e conseguindo forçar outra queda - da qual, novamente, o americano se desvencilhou logo em seguida. Os dois se movimentavam bastante, optando por sequências velozes e de poucos golpes. Renan encaixou ainda um plástico chute rodado que acertou em cheio o rosto de McDonald antes do fim do terceiro assalto.

O quarto round, contudo, rendeu os frutos plantados pelo brasileiro e sua equipe ao longo do embate. Com o nariz ferido, McDonald chegou a acertar alguns golpes, mas acabou sucumbindo perante a justa finalização de Renan. Agora, a expectativa do presidente Dana White é de que o atual campeão peso galo Dominick Cruz se recupere de suas lesões e enfrente o brasileiro, unificando o cinturão da categoria. “Com sorte, Cruz está se recuperando e poderemos fazer esta batalha acontecer. Essa é a luta que eu quero”, declarou White.

Reneé Forte abre noite brasileira com vitória

Não foi dessa vez que Terry Etim desfez a fama de "freguês" dos brasileiros. Estreando na categoria dos pesos leves, Reneé superou o favoritismo do adversário e, com uma performance tranquila, dominou Etim em todos os rounds da  última luta do card preliminar. Forte, que vinha de derrota, comemorou a redenção no UFC em alto estilo, com o mesmo chapéu nordestino simbolizando sua origem cearense que usou para entrar na batalha.

Em desvantagem de envergadura, Reneé começou usando as pernas e buscando encurtar a distância. O brasileiro foi superior no primeiro round, pressionando o adversário contra a grade e conseguindo ainda uma queda. No segundo round, Reneé conseguiu impor ainda mais o seu jogo, controlando o adversário e conseguindo a montada, castigando Etim até o soar do gongo. O terceiro round se desenrolou do mesmo modo, com domínio total do brasileiro. No fim, os três jurados deram a vitória para Renan, que leva sua primeira vitória no UFC.

"Eu fiz a melhor preparação da minha vida. A aclimatação na França (Renee passou dois meses em Avignong) me ajudou muito. Eu estava muito confiante e sempre acreditei no meu potencial”, declarou o brasileiro. “Fiquei honrado em ter lutado aqui na Inglaterra. Quero agradecer a Jesus e também a todos que não acreditaram em mim. Isso me deu mais força pra ganhar essa luta".

Santiago perde para islandês em retorno como meio-médio

Sem lutar no UFC desde a derrota para Demian Maia nos pesos médios, Jorge Santiago buscava um recomeço vitorioso na organização, desta vez na categoria de baixo, entre os meio-médios. Suas intenções, porém, foram frustradas por um obstáculo islandês. O brasileiro, que entrou de última hora para substituir o lesionado Justin Edwards, acabou perdendo na decisão unânime para o promissor Gunnar Nelson, que agora acumula sua segunda vitória no UFC.

Os lutadores foram cautelosos no primeiro round, que não teve momentos de maior perigo. Santiago chegou a ferir o rosto de Nelson, que acusou um sangramento no nariz, enquanto o islandês - muito dinâmico em sua movimentação pouco ortodoxa - teve seu melhor momento ao aplicar uma queda no brasileiro. No segundo round, contudo, Nelson retornou com maior dominância, conseguindo novamente derrubar o brasileiro e mantê-lo no chão, partindo para a montada e castigando-o no final do assalto.

Santiago entrou com mais agressividade no terceiro round, acuando o islandês contra a grade logo no começo. Mais ofensivo que nos assaltos anteriores, Santiago lançava socos com frequência, mas já aparentava cansaço e errava o endereço de vários golpes. Gunnar, embora com menor volume, esbanjava eficiência nos golpes de mão - com destaque para dois uppercuts milimétricos que balançaram o queixo do brasileiro. No fim, todos os jurados deram a vitória por decisão unânime para Nelson.

Confira os resultados completos

Card principal:

Renan Barão finalizou Michael McDonald com um katagatame no R4

Cub Swanson derrotou Dustin Poirier na decisão unânime dos jurados

Jimi Manuwa derrotou Cyrille Diabate por desistência antes do R2

Gunnar Nelson derrotou Jorge Santiago na decisão unânime dos jurados

James Te Huna derrotou Ryan Jimmo na decisão unânime dos jurados

Matt Riddle derrotou Che Mills na decisão dividida dos jurados

Card preliminar:

Renée Forte derrotou Terry Etim na decisão unânime dos jurados

Danny Castillo derrotou Paul Sass na decisão unânime dos jurados

Andy Ogle derrotou Josh Grispi na decisão unânime dos jurados

Tom Watson derrotou Stanislav Nedkov por nocaute técnico no R2

Vaughan Lee derrotou Motonobu Tezuka na decisão unânime dos jurados

Phil Harris derrotou Ulysses Gomez na decisão unânime dos jurados

  • World Tatami
  • Polvo Team Fight Club
  • Pro Fight MMA Brasil 41
  • TV Pegada